Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

"Sorvete" de banana (Congelada)

Tempos sem editar algumas dicas para a reeducação alimentar (RA), mas, com muitas ideias e receitinhas na fila, escolhi essa deliciosa opção de baixa caloria, ideal para substituir sorvetes muito calóricos, adoçar e refrescar nossos dias .
Realmente fiquei surpresa com essa dica. Nunca passou pela minha cabeça, que apenas bananas congeladas, se transformariam em uma deliciosa sobremesa, ou lanche para os intervalos das refeições. É algo que alimenta  muito,  substitui alimentos muito doces, o que é ótimo para quem necessita de controle calórico.
Não existe uma receita propriamente dita, porque , temos muitas opções e combinações de bananas com outras frutas, iogurtes, sucos, chocolate em pó, etc.; de preferência, todos bem gelados, ou congelados.
A primeira vez que fiz meu "sorvete", criei uma mistura simples, super saborosa: ( rodelas de uma banana congelada, uns cinco morangos bem lavados e quase meio copo de suco de uva integral ( sem corantes e sem açúcar). Esse suco, é del…

'Leveza'

'São saudades de um mundo contente feito céu estrelado. Feito flor abraçada por borboleta. Feito café da tarde com bolinho de chuva. Onde a gente se sente tranquilo como se descansasse num cafuné. Onde, em vez de nos orgulharmos por carregar tanto peso, a gente se orgulha por ser capaz de viver com mais leveza.'
Ana Jácomo

"AMOR em maiúsculo"

Creio que muitas pessoas já conhecem esse belo texto e  caso de amor. Mesmo assim, vale sempre a pena ler, reler e refletir sobre essa belíssima lição.


"Um homem bastante idoso procurou uma Clínica para um curativo em sua mão ferida, dizendo-se muito apressado porque estava atrasado para um compromisso. Enquanto o tratava, o jovem médico quis saber o motivo da sua pressa e ele disse que precisava ir a um Asilo de Velhos tomar o café da manhã com sua mulher que estava internada lá há bastante tempo...
Sua mulher sofria do Mal de “Alzeimer” em estágio bastante avançado... Enquanto terminava o curativo, o médico perguntou-lhe se ela não ficaria assustada pelo fato de ele estar atrasado. - “Não, disse ele. Ela já não sabe quem eu sou. Há quase cinco anos ela nem me reconhece...” Intrigado o médico lhe pergunta : - “Mas, se ela já nem sabe quem o senhor é, porque essa necessidade de estar com ela todas as manhãs ?”
O velho sorriu, deu uma palmadinha na mão do médico e disse: - “É verdade…